Pastor Henry G. Brinton

Um pastor americano afirmou que Facebook e Twitter são inimigos das religiões na internet. Henry G. Brinton publicou um artigo no Huffington Post dizendo que as redes sociais podem minar as religiões ao encorajar mensagens únicas para um público variado.

“Estou ficando cada vez mais convencido de que a mídia social pode minar religião por mensagens de ‘generalistas’, colocando o valor no ‘curtir’ e ‘seguidores’ e distraindo as pessoas de um relacionamento com Deus e com seus vizinhos mais próximos.” Henry Brinton (pastor sênior da Igreja Presbiteriana de Fairfax, Virginia).

Brinton ainda lembra que alguns religiosos já utilizam as redes sociais, como o Papa Francisco (Twitter), além de congregações que mantém páginas no Facebook e LinkedIN. Para o religioso, embora seja “tentador”, as pessoas devem utilizar o tempo que usariam nas redes sociais para focar em Deus e nos próximos. “Todos nós podemos nos beneficiar ao “desplugar” do mundo online por um dia ou um temporada, e achar serenidade e crescimento espiritual em uma conexão mais forte com Deus e as pessoas perto de nós”.

Fonte Nacional: Terra