No Salmo de número 58, Davi escreve mais ou menos assim:

O seu veneno é semelhante ao veneno da serpente; são como a víbora surda, que tapa os ouvidos, Para não ouvir a voz dos encantadores, do encantador sábio em encantamentos. Salmo 58.4-5

De acordo com uma tradição judaica, um dia o rei Davi presenciou um ataque de pulgas em uma aranha e, em seguida, viu um louco a perseguí-los por uma longa distância.

Tudo tem um propósito

Davi questionou a Deus: “Por que o Senhor criou estas três criaturas? Eles não servem absolutamente pra nada. A pulga, simplesmente morde as pessoas; a aranha tece, mas nós não usamos a sua teia. O louco provoca danos a outros mas não sabe sua gravidade. Qual é o propósito deles neste mundo?” Deus respondeu mansa e educadamente: “Davi, virá um tempo que você precisará de todos os três e verá o seu propósito.

Na realidade, Davi acabou descobriindo por si mesmo o propósito de todos os três, é o que vemos nos versos de seus salmos:

No Salmo 56, Davi recorda o momento em que ele havia sido capturado pelos filisteus, que queriam matá-lo. Nesse episódio, Davi salvou-se, fingindo ser um louco. O rei filisteu então acreditou que este louco não era realmente Davi, a ponto de o deixar ir, poupando a sua vida.

No Salmo 57, Davi se lembrou do tempo em que se escondia de Saul, que queria matá-lo, em uma caverna. Saul chegou do outro lado da caverna, mas o Senhor havia enviado uma aranha momentos antes dele chegar e criar uma grande teia na entrada da caverna. Vendo a teia, Saul chegou a conclusão de que ninguém poderia estar dentro da caverna, baixando então a guarda e entrando sozinho para descansar. Davi então teve a oportunidade de matar seu oponente, mas ao invés disso ele cortou um pedaço do manto de Saul para provar a Saul que ele não tinha desejo de machucá-lo.

De acordo com os sábios judeus, no Salmo 58, Davi teve outro encontro com Saul e seu general, Abner. Parecia que Abner sentia que a ação de Davi na caverna havia sido um insulto contra ele por não conseguir proteger de forma eficaz a Saul; Abner assim compõe mentiras sobre Davi e destilou “veneno” contra Davi, envenenando Saul.

Davi, em seguida, tem outra chance de matar Saul quando Saul e os seus homens estavam dormindo. Davi foi capaz de rastejar sob as pernas dobradas de Abner e chegar até o rei Saul. Tomando a lança de Saul tentou provar que, poderia ter matado Saul, mas que não era essa a sua intenção. Como Davi se virou para sair, viu que Abner havia endireitou as pernas e não havia maneira de sair sem ser identificado. Naquele exato momento, Deus enviou uma pulga que mordeu orelhas de Abner, fazendo-a se mexer em seu sono e dobrar as pernas novamente, permitindo que Davi escapasse com segurança.

Deus mostrou a Davi como todos os detalhes de seu mundo tem um significado e é essencial em seu plano global. Isso inclui as coisas que nós não consideramos muito valiosas e as pessoas que nós pensamos ser insiginificantes. Cada um de nós é uma parte indispensável do plano divino, e devemos fazer a nossa parte para contribuir para a perfeição do Seu plano.

Você é essencial na obra do Senhor, tem o seu valioso papel.