O coração alegre é como  o  bom  remédio,  mas  o  espírito abatido seca até os ossos (Provérbios 17:22).

Dois  homens,  que  por  muito  tempo  haviam  sido  amigos, tornaram-se inimigos por um desentendimento  insignificante. Um deles estava muito doente, com risco de  morte.  O  outro veio lhe visitar, achando que era seu  dever,  pelos  velhos tempos. O homem doente, querendo se  desculpar,  disse:  “Eu sinto muito por todas as coisas indelicadas que lhe  disse”. O outro, falou que aceitava seu pedido de  desculpas  e  que deveriam esquecer o assunto.  O  homem  doente  acrescentou: “Isso é apenas no caso de eu vir a morrer.”

Coração com Mágoa

Coração com Mágoa

Muitas vezes agimos de forma semelhante.  Guardamos  mágoas, alimentamos  ressentimentos,  estragamos  nossa vida e permitimos que a infelicidade nos acompanhe por longo tempo, simplesmente porque não somos capazes de amar, de perdoar, de esquecer.

Quantas coisas maravilhosas  poderíamos  guardar  em  nossas lembranças: o sorriso de uma criança  a  quem  estendemos  a mão, a gratidão de um amigo a quem socorremos  em  uma  hora difícil,  o  abraço  de  um  vizinho  a  quem   demonstramos solidariedade,  o  reconhecimento  de  um  inimigo  a   quem perdoamos — e esquecemos — uma ofensa. As  recordações  de tais acontecimentos encherão nossa alma de  regozijo,  nosso coração  de  grande  gozo,  nossos  dias    de    verdadeira felicidade.

Quando  as  nossas  lembranças   arquivam    ressentimentos, revoltas, desejos de vingança  ou  coisas  semelhantes,  não somos capazes de ver o sol brilhar, de ver  o  balançar  das folhagens pela ação de uma  brisa  agradável,  de  ouvir  os pássaros cantando  belas melodias  de  louvor  ao  Criador. Nossos  dias  são  tristes,  nossas  esperanças  frustradas,
nossos sonhos mortos.

Boas lembranças alegram  o  coração  e  isso  é  um  remédio indispensável para uma vida abundante e vitoriosa diante  de Deus.

"O coração alegre é como  o  bom  remédio,  mas  o  espírito
abatido seca até os ossos" (Provérbios 17:22).