Em algum momento você já se perguntou por que Deus escolheu Moisés como o líder do povo judeu?

Quando lemos a história de Moisés contida no Pentateuco, verificamos que ele foi uma criança que cresceu no palácio e após a idade adulta se tornou um pastor de ovelhas.

Quando lemos todo o Antigo Testamento, vemos que ali há muitos pastores, como Jacó e Davi, e que eram estimados por Deus. Já no Novo Testamento, o Mestre se intitula como pastor e usa parábolas com este tipo de personagem.

Porque este apreço de Deus pelos pastores?

Os pastores são pessoas zelosas para com suas ovelhas.

Os pastores alimentam, cuidam e levam suas ovelhas para passear.

O pastor deve ter a capacidade de reconhecer cada uma de suas ovelhas individualmente e ao mesmo tempo guiar e proteger todo o rebanho quando sai para pastar.

Uma das principais preocupações que o pastor deve ter é não permitir que a ovelha se separe do rebanho, pois nesse caso a ovelha perdida ficaria sem qualquer tipo de direção, proteção e possibilidades de reencontrar o grupo.

Foi exatamente o que Moisés fez quando uma pequena ovelha deixou o rebanho para ir beber água.

Moisés mostra sua preocupação com a individualidade desta ovelha perdida e foi especialmente procurá-la, mesmo quando ela estava muito longe de onde eles estavam.

E foi nesse momento que Deus apareceu pela primeira vez para ele. Quando está exercendo com zelo seu ofício pastoral.

Você consegue reconhecer o que o Senhor viu em Moisés?

Sendo assim, o pastor tem uma função dupla

  1. por um lado conter cada um dos membros do grupo, reconhecendo-os como indivíduos únicos e,
  2. por outro, saber orientar o grupo como um todo.

Estas são as responsabilidade essenciais que um líder deve ter.

A liderança especial de Moisés foi revelada ao mostrar que além de sua habilidade para liderar o grupo, ele cuidava de cada uma de suas ovelhas individualmente e não as deixaria indefesas.

A partir disso, aprendemos algumas das características necessárias para ser um bom líder. E podemos integrar essas características na formação, como pais, de nossos filhos, e garanto que isso nos levará a enfrentar os conflitos de forma mais efetiva.

Aqui estão algumas das características de um líder, que com certeza irão ajudá-lo, como pai, a criar seus filhos:

  • Um líder é criativo e flexível, de modo que, se as coisas não funcionarem como o esperado, ele busca alternativas para seguir em frente e assim, alcance seus objetivos. Mas, quando necessário, ele sabe como mudar de ideia.
  • Um líder ensina e aprende. Ele não tem medo de cometer erros, pois aprende com seus próprios erros e, portanto, também é compassivo com os erros dos outros e, por isso, perdoa facilmente.
  • Um líder pode reconhecer que não tem todas as respostas e, portanto, sabe como pedir ajuda quando precisa.
  • Um líder sabe dialogar, chegar a acordos e às vezes ceder.
  • Um líder é compreensivo e muito generoso.
  • Um líder não transmite ou instila medo, mas lidera motivando e inspirando confiança.

Às vezes, o líder permite que outros realizem tarefas com as quais ele não concorda totalmente, porque confia nos membros de seu grupo e valoriza seu julgamento.

Os filhos precisam de pais que, em vez de exigir obediência, saibam orientá-los.

Assim, os filhos vão querer seguir os pais porque confiam neles, porque têm a certeza de que o que os pais lhes pedem é para o seu bem e porque enxergam nos pais um modelo digno de imitação.

Portanto, reflita sobre quais características de liderança você deve reforçar em si mesmo, para que seus filhos prestem mais atenção em você.

Inspirado em Lily Schonhaut-Zales

Receba novidades aqui do Blog!

Lembre-se, o conhecimento é a chave!

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *